OUÇA NOSSAS RÁDIOS CRIADAS
COM EXCLUSIVIDADE
PARA NOSSOS OUVINTES
FAÇA SEU
CADASTRO
FALE COM A ALPHA

Atores estrangeiros brilham no cinema nacional

Conheça 7 filmes brasileiros que tem a participação de artistas de outros países

abe.png

No fim de outubro começaram, em Nova York, as filmagens da nova produção brasileira Abe. O filme dirigido pelo brasileiro Fernando Grostein Andrade, de Quebrando Tabu e Coração Vagabundo, tem o ator norte-americano Noah Schnapp — o Will de Stranger Things — e Seu Jorge nos papeis principais.


O filme conta a história de um garoto de 12 anos que consegue unir sua família através do talento na cozinha. Abraham tem um pai ateu e palestino, uma mãe judia e israelita e avós não muito presentes.


A família sempre se encontra no aniversário de Abraham, mas como eles não se dão muito bem o dia do garoto nunca acaba da melhor forma. Neste ano, Abraham pretende juntar a família com um jantar que ele mesmo fará. A família quer apoiá-lo no sonho de ser um chefe de cozinha, enquanto ele quer unir a família com pretextos históricos e opiniões distintas.


Além de Noah Schnapp e Seu Jorge, “Abe” conta com Mark Margolis, Alexadder Hodge, Josh Eliott e Joseph Paul Kennedy no elenco. O longa ainda não tem data para estrear.


Com as gravações em andamento, o diretor e os atores divulgaram algumas fotos da produção nas redes sociais, o que causou grande curiosidade do público.


Mas Schnapp não é o único estrangeiro a atuar em filmes nacionais. Outros artistas internacionais já fizeram muito sucesso em produções nacionais. 


A Alpha FM fez uma lista com 7 produções brasileiras que contaram com atores estrangeiros no elenco. Confira!


1 - Praia do Futuro (2014) 




Na produção do diretor brasileiro Karim Aïnouz, o ator alemão Clemens Schick, que foi o vilão de 007 – Cassino Royale (2006), é um piloto de motovelocidade, que vive um romance com o personagem de Wagner Moura. O filme concorreu ao Urso de Ouro no Festival de Berlim de 2014.


2- “Meu Amigo Hindu” – 2015



Em março de 2015, o ator americano Willem Dafoe brilhou nas telonas no filme do diretor Hector Babenco,“Meu amigo hindu”. Na trama, Dafoe é Diego, um cineasta diagnosticado com câncer terminal, cuja única chance de sobrevivência é se submeter a um transplante de medula óssea, realizado apenas nos Estados Unidos. Antes de partir para o tratamento, o personagem se casa com a mulher que já vive com ele há anos e se despede dos amigos.


Já no hospital, Diego conhece um menino hindu, de 8 anos, que também está internado e acaba se tornando uma companhia essencial para ajudar a suportar a dura realidade vivida por ambos.


O americano é o protagonista em um elenco repleto de artistas brasileiros como Maria Fernanda Cândido, Selton Mello, Reynaldo Gianecchini e Bárbara Paz.


3 - Flores Raras (2013) 



À Convite do diretor Bruno Barreto, a atriz australiana Miranda Otto, conhecida por papeis em Senhor dos Aneis e Guerra dos Mundos, interpretou a poetisa norte-americana Elizabeth Bishop. Até então, Miranda nunca tinha visto um filme brasileiro. O longa conta a história real do romance entre Bishop e a empresária brasileira Lota de Macedo Soares, vivida por Glória Pires.


4 – O contador de histórias – 2009



Com participação anterior em O Xangô de Backer Street (2001), a atriz portuguesa Maria de Medeiros brilhou mesmo como a pedagoga francesa de O Contador de Histórias, de Luiz Villaça.


 5 - Bossa Nova (2000) 






Amy Irving, atriz norte-americana indicada ao Oscar em 1983 por seu papel no filme Yentl, interpreta em Bossa Nova uma americana que vive no Rio de Janeiro e dá aulas de inglês. O filme tem direção de Bruno Barreto, marido da atriz na época, e conta com Antônio Fagundes e Alexandre Borges no elenco.


6 – Oriundi – 2000



Anthony Quimm, nascido no México, mas naturalizado americano, vive um imigrante italiano que tem a saúde frágil no filme dirigido por Ricardo Bravo. O ator contracena com grandes nomes brasileiros como Paulo Autran, Letícia Spiller e Paulo Betti.


Vencedor de dois Oscars como ator coadjuvante, este foi um dos últimos papeis de Quinn no cinema.


7-  O que é isso, companheiro? (1997) 






O ator norte-americano Alan Arkin participou da produção brasileira “O que é isso, companheiro?”, dirigida por Bruno Barreto e indicada ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 1998. O ator vive o papel verídico do embaixador americano sequestrado na época da ditadura militar brasileira.

 


 

LEIA TAMBÉM

O Centro Cultural Banco do Brasil é palco da 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano

“The Square”: o filme estrangeiro premiado

12 filmes para refletir sobre Consciência Negra

# BODY