OUÇA NOSSAS RÁDIOS CRIADAS
COM EXCLUSIVIDADE
PARA NOSSOS OUVINTES
FAÇA SEU
CADASTRO
FALE COM A ALPHA

Espalhe o Bem: conheça o Centro Social Recreio dos Bandeirantes

A Casa faz a diferença na vida de dezenas de deficientes e idosos.

espalheobem_1.jpg

Uma história de amor pelo próximo que passou de mãe para filha. Há 30 anos, o Centro Social Recreio dos Bandeirantes, que fica na comunidade Terreirão, na Zona Oeste, faz a diferença na vida de dezenas de deficientes e idosos.


A instituição foi escolhida em janeiro pelo projeto Espalhe o Bem do grupo Bandeirantes, que todo mês apoia uma instituição social diferente, a fim de dar visibilidade e recolher doações.


No espaço, 21 jovens e adultos com algum tipo de deficiência física e intelectual cognitiva, além de 20 idosas, participam de atividades. Entre os trabalhos de inclusão social estão oficinas de teatro, artesanato, capoeira, danças e passeios culturais.


A diretora do centro, Bakel Camargo, diz que o trabalho é feito com o público e precisa de atenção especial.


As idosas realizam atividades de terapia ocupacional. Lá, elas se encontram para participar de um coral, fazer artesanato e costura. Bakel diz que as senhoras conseguem aumentar sua renda com a venda das peças que produzem no centro.


Para as famílias mais carentes, são distribuídas cestas básicas. No entanto, por mais amor e vontade de ajudar que a instituição tenha, o centro não consegue ampliar o número de pessoas atendidas porque ainda faltam recursos básicos. Hoje, eles só vivem com doações e com a renda de um bazar.


Que tal começar o ano com uma boa ação? Espalhe o Bem! O Centro Social Recreio dos Bandeirantes precisa de doações de alimentos, produtos de limpeza e roupas. Confira a lista completa abaixo:


Roupas em geral


ALIMENTAÇÃO:


- Biscoito


- Suco


- Leite


- Açúcar


- Café


- Pão


- Margarina


- Requeijão


- Achocolatado


- Itens de cesta básica


MATERIAL DE LIMPEZA


- Saco de lixo 100 L


- Desinfetante


- Cera líquida


- Água sanitária


- Cloro


- Detergente


- Vassoura


- Pá de lixo 


- Álcool


- Sabão em pó


PARA A OFICINA DE ARTETERAPIA


- Miçangas


- Argila


- Giz de cera


- Lápis de cor


- Cartolina


- Papel A4


- Linha de nylon


- Fechos de pulseiras e cordões

LEIA TAMBÉM

Grammy 2018, em Nova Iorque

Veja a programação do último fim de semana do Som da Praia

Lançando música nova, Rogério Flausino fala sobre os projetos do Jota Quest

# BODY