OUÇA NOSSAS RÁDIOS CRIADAS
COM EXCLUSIVIDADE
PARA NOSSOS OUVINTES
FAÇA SEU
CADASTRO
FALE COM A ALPHA

‘PELÉ – O NASCIMENTO DE UMA LENDA’

Com produção executiva do próprio craque, filme tem crítica negativa

Capa Pele.jpg

Lembra da piada do seriado ‘Chaves’, “era melhor ter ido ver o filme do Pelé”? Para a crítica americana não é bem assim! A grande produção “Pelé – o nascimento de uma lenda”, que tinha tudo para bombar nas telonas de todo o mundo, foi muito criticada pelos especialistas nos Estados Unidos.


Nesta semana, o longa estreia no Brasil, e as críticas não devem ser diferentes. O principal ataque é em relação ao roteiro da cinebiografia. O filme falado em inglês dramatiza a vida do ex-jogador, desde a infância até a conquista da Copa do Mundo de 1958. O tom dos diálogos leva o espectador a perceber a intenção dos roteiristas de mostrar o quão revolucionário foi o surgimento de Pelé. Mas a intenção não foi atingida, já que a narrativa ficou apenas no tradicional estereótipo do menino pobre que alcançou o sucesso.


Já a parte técnica e a direção foram o contraponto do longa. As imagens e cores criadas pelo diretor de fotografia Matthew Libatique (de "Cisne Negro" e "Noé") prendem a atenção do público. A trilha sonora bem percussiva de A.R. Rahman ("Quem quer ser um milionário?") também é digna de aplausos. Sem falar da direção dos irmãos Jeff e Michael Zimbalist que é de invejar qualquer um.



Para interpretar o Pelé foram escolhidos dois novatos:  Leonardo Lima, na infância, e Kevin de Paula, na adolescência. Atores renomados como Rodrigo Santoro, Milton Gonçalves e até o Seu Jorge compõe o elenco do longa. O próprio jogador, Pelé, é um dos produtores executivos. A produção é de Brian Grazer ( “24 horas” e “Uma Mente Brilhante”). E, claro, se você é um fã de futebol, ver o maior jogador da história em atuação é sempre muito divertido e saudosista. Por isso, pega a pipoca, a camisa do seu time e confira o trailer do longa:


LEIA TAMBÉM

O Centro Cultural Banco do Brasil é palco da 14ª Mostra Melhores Filmes do Ano

“The Square”: o filme estrangeiro premiado

Atores estrangeiros brilham no cinema nacional

# BODY